Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

02
Jun20

Todas as vidas contam

... mas neste momento, a vida de um preto é que tem que contar.

Porque é a vida de um preto que corre riscos só porque tem cor, que é apontada, que é maltratada. É o preto que é impedido de respirar.

O racismo existe e não o podemos silenciar.

Existe um bocadinho em cada um de nós.

Quando olhamos para duas raparigas, queremos dizer qual delas é a Sónia e dizemos: "a preta/negra", quando podiamos perfeitamente dizer que é a que tem uma blusa verde, como diriamos se ambas as raparigas fossem caucasianas.

Quando dizemos que temos amigos negros, ou "não sou racistas mas os pretos"... Pode até ser inconsciente, pode até não ser maldoso, mas alimenta o mal, alimenta o sentimento de que se é outra coisa que não igual, porque se é preto.

Como não é racismo violento, não se repara.
 
O conceito de racismo vem do tempo da escravatura e não passaram assim tantos anos para a mentalidade humana, na sua totalidade, tenha deixado de pensar que os pretos são seres menores.
Somos nós que temos que mudar a partir de nós mesmo, depois na reação ao tracismo do que nos é próximo e a partir daí sim, mudar o mundo.
 
Tudo pode começar com uma imagem negra no Instagram com #blackouttuesday, mas nada muda se não ficarmos diferentes.
 
O que aconteceu com Georg Floyd acontece vezes demais.
 
Nada justifica o que se está a passar agora nos EUA, mas é inaceitável que em 2020 se continue a morrer, ou pelo menos a sofrer, porque se é negro.
 

Não nos conformemos no conforto da nossar cor, ergamos vozes, letras e sons para que nada fique como está.

#BlackLivesMatter

2 comentários

Comentar post