Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

E o que tenho feito nestes dias em que pouco posso fazer?

20.11.19

Muito pouco.

Quando soube que ia ter uns dias de descanso obrigatório, fiz planos para pôr séries em dia, ver filmes, e ler muito. O que tenho feito efetivamente?

Quase nada.

Vi alguns filmes. Ler não tenho conseguido nada e séries não me apetece. E entre receber pessoas (falo disso amanhã), dormir e ver vídeos no Youtube sobre tudo e principalmente coisa nenhuma... 

O que dito assim parece uma grande seca, a verdade é que os dias têm passado rápido (desde a altura em que acabou o desconforto) o que quer dizer que não é assim tão mau.

Então e a operação?

19.11.19

Eu pensava que ia ficar com história para contar em vinte posts, cheia de reclamações e queixas... mas não tenho.

A cirurgia foi em sistema ambulatório, que me fez estar no hospital apenas durante cerca de 9 horas. Com este sistema, oficialmente diz que se evitam infeções, mas todos sabemos que também poupam umas massas ao Estado. Se tudo correr bem, nada contra, porque por melhor que seja uma unidade de saúde, nada se compara à nossa casinha.

O pessoal foi extraordinário, as condições da unidade são excelentes... nada de mau a apontar.

Perderem-se belos posts, mas ganhou-se uma utente satisfeita com o SNS.

Por falar em utente satisfeita,

tenho um inquérito de qualidade para responder e ainda não o fiz.

Então foi assim...

18.11.19

Há cerca de um ano e uns poucos de meses encontrei o que pensei ser um nódulo na mama.

Susto apanhado, fui nesse mesmo dia ao centro de saúde onde fui atendida pela médica de serviço à urgência. Descansou-me, disse que não seria o que eu temia e prescreveu uma série de exames que fiz, todos nessa tarde. 

Tudo pelo Serviço Nacional de Saúde.

Sou adepta, apesar dos pesares.

Pouco passava das 17 horas tinha nome para a coisa: fibroadenoma.

Nada de grave, muito comum até, sem necessidade de qualquer intervenção para além da vigilância semestral, por precaução.

Nem o Google mata quem tem fibroadenoma, por isso, não é mesmo nada de grave.

 

Seis meses depois, estava igual.

12 meses depois dos primeiros exames, "a bolinha" tinha praticamente duplicado de tamanho. Continuava com o mesmo nome e sem gravidade, mas se crescia, era melhor tirar cirurgicamente.

Foi o que fui fazer, na passada sexta feira.

Uma cirurgia simples, feita em sistema de ambulatório, que correu bem e sem sobressaltos.

A recuperação é chata mas está a correr bem.

 

Não sou de contar estas mazelas, mas resolvi fazê-lo para dizer às meninas (principalmente) que é muito importante conhecermos o nosso corpo, descobrirmos coisas diferentes e atuarmos atempadamente.

Isto, não era nada, mas se fosse a intervenção seria rápida.

 

Se um dia encontrarem uma "bolinha" num sitio indevido, não "paniquem" (muito), pode não ser nada, mas vão ao médico. Logo.

 

Sou só eu que vejo algo errado nisto?

10.07.19

"A Direção Geral de Saúde considera que a dieta "Vegan" não é a opção mais adequada para as crianças. Mesmo assim a Direção Geral de Saúde diz que é possível garantir os nutrientes necessários, desde que haja acompanhamento"

Vejam aqui

 

Então mas se é possível garantir os nutrientes necessários, não é a opção mais adequada porquê?

"desde que haja acompanhamento"

Obrigadinha!! Então e qualquer outra dieta não é assim?

 

Se a dieta for baseada em batatas fritas, salsichas, regada a coca cola e polvilhado com gomas já é uma opção adequada? Não é "vegan".

A alimentação é um assunto sério, nas crianças mais ainda, seja vegan ou não.
 
Há que ter cuidados e procurar informação, consultar profissionais.
 

Já agora, o médico de família ou a vizinha enfermeira não contam, têm opiniões e essas interessam muito pouco. Só um nutricionista está realmente habilitado a falar de nutrientes e nutrição.

 
Quando se lê estudos na Internet, também convém verificar, para além da fonte, quem encomendou o estudo e na loucura, quem o patrocina... é que um estudo sobre a falta de cálcio originada pelo não consumo de laticínios encomendado por uma qualquer "mimosa" desta vida, não é lá muito válido... perceberam a ideia? 

 

Já agora, a Direção Geral de Saúde tem um documento disponível no seu site que contradiz um bocadinho este "alerta" agora atirado ao ar.

Manual de Alimentação Vegetariana em Idade Escolar

Não sei se daria uma alimentação vegana a uma criança à minha responsabilidade, não me informei sobre isso porque ainda não precisei, se um dia precisar informo-me e falo disso aqui.