Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Soluções que não resolvem problemas...

29.09.20

... não servem de nada.

Novas regras PSP.
Agentes têm de remover tatuagens de natureza extremista ou racista

"Tirar o nazismo" das pessoas, não vai tirar as pessoas do nazismo.

Vai-se a tatuagem, ficam as ideias.

Muito mais perigosas, porque escondidas.

Alguém que tem uma tatuagem alusiva ao nazismo ou de cariz racista, não pode ser um elemento de uma força de segurança. Ponto.

Não é uma questão de gosto, de estilo, de moda, ninguém pinta no corpo uma cruz suástica porque é bonita. Representa uma ideologia e quem a defende, não pode ser autoridade.

Este país tem heróis

20.04.20

- Os professores transformados em atores com um guião conhecido mas um palco estranho e público inexistente.

- Os pais transformados em professores assistentes enquanto "aviam" mais um relatório, fazem uma chamada ou justifiquem o atraso ao chefe.

- Os miúdos a "teleaprender" sozinhos, com vontade de mandar tudo às urtigas e mudar de canal para o Panda (ou outro mais adequado à idade).

Estive a ver a primeira aula da telescola

... ainda bem que não segui o "sonho" da minha mãe e não fui para professora.

 

*há mais heróis, mas hoje falo destes.

 

"Melhor acrescentar vida aos dias do que dias à vida"

Rita Levi-Montalcini, médica neurologista italiana

19.02.20

Amanhã, os deputados debatem a antecipação do fim da vida, de forma consciente e medicamente assistida: Eutanásia.

Tenho eu, ou o Estado, direito a antecipar a morte de alguém que tem uma  lesão definitiva ou uma doença incurável e fatal? 

Não, não tenho. 

Tenho o direito, ou o Estado, de obrigar essa pessoa a viver num sofrimento duradouro e insuportável.

Não, não tenho.

O debate da eutanásia é independente da necessidade de mais e melhores cuidados continuados e paliativos. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Por melhor que uma pessoa seja cuidada, há situações em que é impossível dar-lhe condições, físicas e psicológicas, que façam valer a pena estar ali. Porque muitas vezes é disso que se trata, "estar ali" e "estar ali" já não é viver.

Eu sei que há países onde há eutanásia e há exageros, mas esses exemplos servem para que se possa fazer uma lei melhor em Portugal. 

Espero que a decisão não passe por referendo porque não me sinto no direito de decidir pelos outros e sinto que os outros não têm o direito de decidir por mim. E eu nem sequer sei se pediria a eutanásia para mim, não sei como ficaria se um dos meus a quisesse, mas isso não é motivo para querer impedir que, quem a quer, tenha esse direito.

A Igreja, que não queria referendo mas agora quer, somente para travar o processo, não é tida nem achada neste assunto.

É uma questão social, não religiosa.

Tal como o divórcio, o aborto e tantas outras questões.

Vivemos num Estado laico, "Graças a Deus" e por isso, o que a igreja pensa sobre assuntos é indiferente. Quem é religioso e não quer ser eutanasiado, está livre de não pedir a eutanásia. Parece-me simples. Ser religioso é cumprir os preceitos da igreja, não é impor esses preceitos aos outros.

O pedido tem que partir sempre do próprio, nunca de terceiros, porque só o próprio sabe se o que sente é suportável ou se "vale mais a morte do que tal sorte" e há muitas formas de perceber se é um pedido desesperado e momentâneo, ou um desejo firme e incontornável.

Deixo duas citações de dois homens com autoridade para falar sobre o assunto. Ambos já morreram, um pediu a eutanásia outro não, mas ambos concordavam com ela:

"A vítima deve ter o direito de acabar com a própria vida, se ela quiser. Mas eu acho que seria um grande erro."

Stephen Hawking

"Uma liberdade que tira a vida, não é liberdade.

Uma vida que tira a liberdade, não é vida"

Ramón Sampedro

Portugal não é um país racista

... está é crivado de racistas abjetos

29.01.20

Como é possível que alguém, pago por todos nós para sentar o cu na "Casa da Democracia", diga que outro alguém, seu igual, devia ser enviado para a sua terra e ainda continua a ocupar o lugar.

PIOR!! Há imensa gente a concordar com a besta ele. 

E ainda por cima é baixo nível intelectual, porque há frases racistas bem mais interessantes do que o básico "vai para a tua terra".

Disto da realeza e de ser real

20.01.20

O Harry e a Meghan eram criticados por viver à custa da família real, agora decidem deixar de o fazer (mais ou menos, vá) e são criticados porque não respeitam a cena e bla bla bla...

Eles não vão deixar de ser Duques de Sussex, vão estar para sempre ligados a esta treta porque o moço teve a sina de nascer ali, deixem-nos viver em paz.

A monarquia é uma merda coisa ultrapassada, que não faz sentido e ele escolher viver o mais afastado que consegue daquilo tudo torna-o o meu principezinho preferido.

Ele não escolheu nascer ali, não escolheu aquela vida, aconteceu-lhe. Ele escolheu casar com aquela mulher, viver aquele amor, deixem-no viver como ele quiser, porra!!

Ele já perdeu a mãe por causa da estupidez que é aquele mundo, já tem as suas relações familiares presas a um protocolo obsoleto, não tem que ser obrigado a perder a essência, a perder o que o faz feliz.

Boa principezinho, a mim, já me cativaste.

Caso do Meco

15.01.20

Portugal condenado a pagar 13 mil euros por erros na investigação

Questões processuais levaram a esta decisão, da qual tenho muitas reservas. 

Os pais têm uma dor imensa que jamais passará, mas não têm em quem por culpas, porque não há culpas. Aqueles jovens fizeram um tremendo disparate que acabou da pior forma, mas eles foram responsáveis pelo que aconteceu. Lamentavelmente, foi um acidente estúpido.

Na altura da tragédia, escrevi sobre o assunto, e a minha opinião não mudou. 

"... Para mim, o "Dux" não tem culpa. Melhor dizendo, o "Dux" não tem mais culpa do que todos os outros. Todos estavam ali voluntariamente e a morte de seis deveu-se a um acidente estúpido durante uma atividade absurda que todos concordaram fazer.

Lamento profundamente a tragédia. Não só porque se perderam 6 vidas, de 6 jovens, mas também pelas vidas que deixaram destroçadas à sua volta. Aqueles pais são ainda mais vítimas do que os 6. Irmãos e amigos sofreram uma perda que sei ser irreparável. E o "Dux", também não será a mesma pessoa que seria se isto tudo não tivesse acontecido. Espero que toda esta gente se recomponha na medida do possível. E que as mortes não tenham sido uma estupidez em vão, que este caso ensine alguma coisa a alguém."

Greta Thunberg

05.12.19

Afinal a quem é que a "pita impertinente" mete medo? Porquê irrita tanta gente?

Tenho uma teoria: uma miúda de 16 anos conseguir ser ouvida desta forma por dizer com a boca toda que quer mudar o mundo, faz-nos sentir menores. 

Ela só quer chamar a atenção para a emergência climática e está a consegui-lo, de uma forma que nenhuma associação, por mais palhaçada que faça, conseguiu até agora. Reconhecermos que alguém tão normal e pequeno tem tanto poder, faz-nos sentir cobardes.

A mim faz.

A diferença é que ela não me irrita, causa-me admiração.

Também eu com 16 anos achava que podia mudar o mundo, mas não tive coragem nem estrutura para o tentar fazer, ela tem.

É fácil ser ativista no sofá e rezar pela Amazónia. Até não é nada complicado não usar sacos de plástico e fazer a separação de lixos, agora enfrentar os poderes? Isso é difícil, e é isso que ela faz. Na medida do que consegue, do alto dos seus 16 anos.

Se é patrocinada por ricas empresas multinacionais ecológicas, pode ser. Que bom que isso é.

Vou se calhar dar uma grande novidade ao mundo, mas qualquer empresa tem um só e único objetivo: Lucro. Se para o conseguir usam técnicas e produtos mais sustentáveis, tanto melhor. Por mim, eu prefiro contribuir para o lucro desses magnatas da ecologia do que para os outros.

Na loucura, eles ficam ricos mas o mundo fica um lugar melhor.

Hugo van der Ding

 

Greta Thunberg

03.12.19

Não, não vou falar dela (para já).

Era mesmo necessário as televisões estarem horas à acompanhar a chegada iminente da moça, sendo que ela não se vai tele-transportar e, portanto, há uma hora prevista de chegada e era suficiente estar lá uma meia hora antes, por exemplo?

Quão ridículo é o Presidente da República dizer que não a vai receber para não ser acusado de aproveitamento político quando o nome do senhor é Marcelo Rebelo aproveitamento político de Sousa?

O que é pior: criticar e ridicularizar tudo o que ela faz/diz ou endeusar a garota?

 

 

Lá ver uma coisa #17

29.10.19

Quantas mulheres criticaram o homem que vestiu uma saia tendo elas mesmas umas calças vestidas?

 

Acaso acham que as primeiras que o fizeram não foram ridicularizadas?

Porque raio uma mulher direito a vestir uma peça marcadamente masculina mas um homens não têm o direito de vestir uma peça marcadamente feminina. 

 

Rafael Esteves Martins, o assessor de Joacine Katar Moreira, vestiu uma saia no dia do arranque da nova Legislatura. E depois? 

- Embaraça quem?
- Prejudica o quê?

O que fica beliscado para além das mentalidades e do vazio do preconceito nas cabeças de quem vê?

 

Separar o importante do acessório é preciso.

Deixar os preconceitos no devido lugar, longe da razão e convivência em sociedade, é urgente.

 

Eu não gostei das peúgas verdes, mas isso já é uma questão de gosto.

Campanha eleitoral para totós

03.10.19

Não, não vou explicar tudo como se vocês fossem muito burros, até porque a burra sou eu, o título é porque acho mesmo que isto das campanhas eleitorais é uma cena totó.

 

Alguém vota porque viu o líder de um partido numa arruada?

Alguém vota porque recebeu um beijinho enquanto escolhia os tremoços na feira?

Alguém vota pela esferográfica ou o panfleto que lhe deram enquanto prometiam mudar a vida do país para melhor?

Se sim... nem vou falar para vocês.

Não tenho capacidade para me fazer entender em tais cabeças.

 

Se são dos que votam como quem vai à bola, que independentemente da merda que faça, o vosso partido é um e nada vos faz afastar disso, pois que também não tenho nada para vos dizer a não ser: Viva o Benfica.

 

Se são cidadãos interessados em conhecer os programas eleitorais antes de votar, espero que tenham tirado férias.

São 21, os partidos que concorrem às legislativas e este post mostra como me orientei para votar em consciência.

 
 

 

Não apelo ao voto em nenhum, apenas apelo que votem.

Escolham.

Que não deixem para outros.

Se tiverem que comer merda frita, tenham a certeza que votaram contra esse menu.