Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Bom de ouvir #24

Para começar, devo informar que hoje é feriado em Coimbra, por isso, bom feriado!!

 

Não sou a maior fã da Mafalda Veiga, nem sei bem explicar porquê, mas gosto muito do Miguel Araújo e adoro a "Planície", "Pássaros do Sul" para os amigos. Esta versão está supimpa!!

 

Pássaros esses que, como toda a gente sabe, têm asas pretas.

"Planície" - Mafalda Veiga e Miguel Araújo 

 

Beijinhos Passarada do meu coração.

 

 

Há pessoas que nascem para cantar

... e não deviam fazer mais nada na vida.

 

Cantavam e depois iam para um quartinho onde se mantinham quietos e calados, sem ninguém os ver. Podiam ter amigos e família, não lhes desejo mal, coitados, mas do público ninguém os via.

 

São talentos grandes demais para ficarem escondidos em personagens pirosas que nos fazem ver o ridículo e não tomar atenção no quão belo é o que são capazes de fazer com a voz.

 

Falo em particular de Carlos Costa e Luciana Abreu.

 

OK, vamos esquecer o "Pula Pula" da Lucy e focar-nos noutros temas, como esta "Beyoncé" (a partir do minuto 2:50 do vídeo) e tomemos como exemplo esta "Rihanna" do Carlos Costa (a partir do minuto 1:20 do vídeo)...

 

... Caraças, como é que se consegue ser tão bom e... tão mau?

Por favor, não contem a ninguém

Estava eu a ver televisão quando passa o anúncio ao concerto que o Leonardo vai dar em Portugal...

Capturar.PNG

Comecei a cantarolar a música...

"Temporal de Amor"

... sabia-a toda.

 

Fui ao YouTube e ouvi outras...

 

"Pra Nunca Dizer Adeus"

... algumas do tempo em que era Leandro e Leonardo.

"Não aprendi dizer Adeus" e "Desculpe Mas Eu Vou Chorar"

Sei-as todas... inteirinhas!!

 

Sim, era (sou?!) fã.

Sim, ainda me soa bem.

Todos temos os nossos "guilty pleasure".

 

Não, não vou pagar 35€ para o ir ver e sim

Sim, ainda fui ver o preço dos bilhetes.

 

#seugostoéporqueébomqueeuéquesei

 

E a final do Festival?

Continuo a achar a Pascoal demasiado teatral, com gestos mais estudados que sentidos, mas canta bem, a música é bonita e a mensagem tocante. Venceu bem.

 

Gostei dos apresentadores, foram uma boa surpresa, que não nos deixariam ficar mal se tivessem sido os escolhidos para apresentar a Eurovisão.

 

Adorei a homenagem às Doce, porque foi um momento leve, divertido e feliz (como as Patatis)

 

momento Simone foi tão forte, tão honesto, tão emocionante e tão, mas tão merecido.

 

Agora é "lá fora", e com teatro ou sem teatro, estou a torcer pela Cláudia.

Nada é impossível, mostrou-o o Salvador.

Previsões para o Festival?

Como o Piçarra não vai a jogo, acho que vai ganhar o Janeiro. Também poderá ser a Pascoal, espero que não seja a fada, ou em sendo, não vá parecida com a Sininho à Eurovisão. Temo que seja o Peu... mas para mim eram as "Patati Patata". 

Sim, estou a falar a sério.

Não percebo de música, mas sei que não é a melhor canção do mundo. As flores na cabeça das meninas são ridículas e não se percebe muito do que dizem, mas a única canção que gostei de ouvir logo à primeira, que me deixou a sorrir, me deu vontade de dançar. Que mais se pode pedir a uma canção do que seja um momento de entertenimento puro?

 

Entretanto, voltei a procurar a atuação do Salvador.

Porra!!

"Amar Pelos Dois" é muito mais bonita, mais bem feita, melhor... tudo, do que qualquer uma das que concorrem este ano, mas continuo a não gosta de a ouvir pelo Salvador!! E eu gosto do rapaz.

É um fenómeno inverso ao de José Cid na minha cabeça: gosto DO Salvador, mas não gosto DE Salvador.

Sei que é bom, mas não gosto.

E pronto, é isto.

 

 

 

 

Já vi o Festival

Genericamente, acho que esta semifinal teve mais qualidade do que a primeira, ou então fui eu que gostei mais.

Começo a análise logo pelo fim, pela "Canção do Fim" do Diogo Piçarra. Gostei da música, seria uma justa finalista e poderia perfeitamente ser uma justa vencedora, não fosse o caso de ser igual a outra. Já o disse: custa-me a crer que o Diogo tivesse necessidade, vontade, burrice... para plagiar a coisa, mas como pode ser tão igual?? Inacreditável. 

Gosto da música, mas acho que foi mesmo melhor ele ter desistido.

 

Não gosto de canções estrangeiras a representar Portugal. Chamem-me retrógrada, o que quiserem. Temos uma Língua espetacular e não precisamos de nos fazer representar por outra, e acho que isso já ficou provado, por isso, as canções número 3 e número 7 nem ouvi.

 

Gosto de trautear músicas, sou incapaz de trautear a palavra "Zaratustra"... não gostei.

 

Gostei da "Bandeira Azul" e da "P´ra lá do Rio".

 "Amor Veloz" e "Anda Daí", são bonitinhas, não marcantes, e não gostei nem de "O Voo das Cegonhas" nem de "Mensageira", esta última ocupou o lugar "deixado vago" pelo Diogo Piçarra.

 

"Sobre Nós" Gostei da letra, mas conjugada com uma música "de striptease", ficou estranho.

 

"O Jardim" gostei, mas confesso que me cansa um pouco a forma teatral da Pascoal. Mas deixa-se ouvir muito bem.

 

 "Patati Patata" não sei se é boa música se é má... ADOREI. Foi difícil manter o rabo no sofá e não me por a dançar. Sim, tem palavras estrangeiras, mãs não é uma canção em estrangeiro.

 

Voltei a gostar da homenagem ao Carlos Paião mas não havia mais nenhum cantor digno de homenagem?

 

O Festival não precisava, no primeiro (e único se calhar) ano em que é aqui organizado, ser tão polémico e ter tantas falhas. 

 

Então e o Festival?

Ainda não vi (talvez hoje dê para ver), mas já ouvi falar do "caso" Piçarra.

 

Não há volta a dar, a música é igual.

 

Não percebo de música, mas diz quem sabe que é possível, provável e aceitável que tenha sido coincidência.

Como defendo que já tudo foi inventado, acredito e, convenhamos, acham mesmo que o Diogo não tinha uma coisa diferente de uma cópia de um cântico da IURD para apresentar no Festival? Pois.

 

A canção é bonita. Um bocadinho melodramática, mas eu gosto.

A IURD ficou famosa por ter músicas bonitas. Lembram-se de, há muitos anos, passarem o culto na televisão? Havia quem visse só porque as músicas eram bonitas.

 

Aqui podem ver uma entrevista do cantor a explicar o que aconteceu e uma comparação das músicas.

 

Parece que esta canção é forte candidata a representar Portugal na Eurovisão. Já tivemos pior e não nos caiu nada, por isso... Só quando ouvir todas posso dizer se esta é a minha preferida ou não, mas tendo em conta os primeiros sete... o "hino da IURD" está bem classificado no meu TOP.

 

A minha questão é: quem anda atualmente a ouvir músicas da IURD para ter dado com o "gato"?

E já pensaram que pode ter sido o pastor a plagiar o Piçarra?

- "Como, se o Diogo nem era nascido (1979)?" 

          Milagre, ora!

 

 

Já vi o Festival

A maior parte do tempo, a "andar para a frente", mas vi.

 

Não vou comentar os finalistas, isso faço depois de todos estarem escolhidos (se me apetecer), vou apenas falar das que mais me tocaram, para o bem e para o mal.

 

- Porque é que o Jorge Palma enviou um rascunho dele próprio numa canção com som bastante conhecido (só não é plágio porque não existe a figura de auto-plágio).

- Porquê que houve uma fada a cantar

- Não consegui ouvir a canção número seis, fiquei focada no fato da moça. Sou fútil, eu sei.

 

- "Como chamar a atenção? "Escrevo uma música sem título, até fui convidado pelo Salvador, posso comer uma banana para mostrar mesmo que me estou a cagar para isto e está no papo". E esteve, para o júri esteve.

Eu também gostei.

 

- José Cid reuniu todos os clichés de ser "tuga" numa música com referência ao mar e achava que ia ganhar assim, com os senhores de xaile... Gosto das músicas dele, não suporto a pessoa. Só para saberem.

 

- Porquê que a maioria do público escolheu o Peu? Oh pah!! Tudo mau.

Estilo, tiques, nem é fado nem é canção, nem Salmo responsorial... não!!! Se calhar vamos ganhar outra vez, não percebo nada disto

 

- Recordar os festivais numa música era giro para fazer uma animação tipo intervalo, mas esta esteve a concurso, e eu não desgostei, mas também não gostei. O JP não percebi nada do que cantou e ainda estou ceguinha dos olhos, nem quero pensar nisso. A última moça, afinou alguma nota? Não percebo muito de música.

 

Extra concurso:

- Homenagem a Carlos Paião, muito bom, adoro as canções... sou fã assumida e irremediável.

 

- Também gostei da prenda que fizeram para a Dina (não encontrei vídeo). Como é possível que músicas antigas permaneçam tão vivas na memória? Só pode ser por serem boas, goste-se ou não do estilo.

Eu gosto, servem o propósito de me por sempre a cantarolar.

 

A cena da banana... O ar despretensioso, desleixado, despreocupado do Salvador, tem o seu encanto, uma cópia manhosa, é só estúpido. Mesmo que o moço seja de facto assim, o que é possível porque é amigo do original e, por isso, é bem provável que sejam parecidos, se calhar é cedo para se apresentar assim. Parece só um "gostem de mim que eu sou como ele".

 

A trapalhada nas votações é uma vergonha, é... mas que fazer?

Já agora, devo dizer que aprovo a troca, mas estou como o Salvador, não percebo nada das votações e, suponho que tal como ele, nem quero perceber.

 

Venha a segunda semi...

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.