Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Desafio da escrita dos Pássaros #6.1 - Cantado

24.10.19

... sim, leram bem: Cantado.

Fujam.

A pedido de várias famílias (que vivem na minha cabeça, porque pedir realmente ninguém pediu) achei por bem levar o desafio ao limite e fazer o que sugeri que fizessem: cantar a canção da cabana... Fechei-me na casa de banho (por causa da acústica e cenas) e à terceira tentativa (continuo a falar da música, o que não invalida que seja cocó) achei que estava bom.

Pelo menos dá para rir... divirtam-se (à minha custa).

audioclip-1571497337000-42910.mp4

Era uma cabana,
Muito engraçada,
Estava p'rálugar,
P´ros lados d'Almada.
Ninguém podia
Imaginar
A história de amor
que s'ia ali dar.

Francisco e Maria
Casaram domingo
E no bar da quinta
Não sobrou nem pingo.
Ninguém podia
imaginar
P'ra onde o casal
iria morar.

Lugar magnifico
Mas sem condições
Ao menos tinha frigorífico
Pago a prestações.

#assimnasceumaestrela
#nãopossoestarboadacabeça

Desafio de Escrita dos Pássaros

 

Desafio de Escrita dos Pássaros #Pré-desafio

06.09.19

Porque aceitei participar no desafio?

Porque fui obrigada.

 

Sou pássara, por isso, vi nascer esta ideia.

    Fingi que não vi, é certo, mas vi.

Virei costas, disse “fui”, acrescentei “não quero”… Já desisti no mínimo sete vezes… de nada me adiantou. Estou no desafio e, já que não tenho opção, estou para ganhar (cabelos brancos, não se ganha mais nada com isto).

 

Estou muito contente com a adesão que o desafio está a ter e sei que me vou divertir muito a ler os textos dos outros, escrever os meus é que vai estar de chuva, mas isso depois vê-se.

Desafio de Escrita dos Pássaros

Se eu fosse # balanço do desafio

03.06.19

O desafio "se eu fosse" foi bem mais difícil do que parecia à partida, quando escolhi as questões. Algumas, fizeram-me pensar bastante e parece que o mesmo aconteceu com as outras participantes.

Alguns temas eram bastante parvos, eu sei, ninguém é um móvel... pois bem, a resposta da Novembro deixou-me aquele sorriso no rosto que fazemos quando vimos uma coisa bonita. Ela disse que seria a mesa das refeições, onde se reúnem as famílias e amigos.

Na questão da estação, que todas remetemos para estação do ano, a Happy surpreendeu com a Estação Espacial Internacional.

Da Charneca vieram sempre respostas com as quais me identifico e a última, é o melhor exemplo disso. Eu poderia ser, tal como ela, a frase "O essencial é invisível aos olhos".

A Mula foi de férias, mas acho que ela ainda vai terminar o desafio... fico à espera com a mesma expressão facial que ela diz que seria. Não acreditem, ela no fundo é amorosa e mesmo que esteja desconfiada não fica com este ar...

A Drama Queen disse que se fosse um verbo seria o verbo cuidar e eu sei que sim, que cuida, que mima e que quando é preciso "está lá", que mais não seja, com uma palavra amiga, que sabe sempre bem.

 

A partir de agora podem acompanhar a Nuvem, que lá no seu "Terceiro Andar" vai responder ao desafio durante este mês.

 

Já li as respostas de todas, mas ou lia tudo ou comentava... não comentei, mas nada está perdido, aguardem que eu vou deitar palavras logo que possa.

Mais uma vez, muito obrigada a todas pela companhia neste desafio.

 

Se eu fosse #desafio

01.05.19

Maio parece-me um bom mês para fazer um desafio. 

Todos os dias do mês, às 10 horas, sai "se eu fosse" uma coisa que não sou, como seria.

Quem se quiser juntar a mim, é muito bem vindo.

 

Se eu fosse...

  1. … um mês
  2. … um dia da semana
  3. … uma hora do dia
  4. … um móvel
  5. … um líquido
  6. … um pecado
  7. … uma pedra
  8. … uma árvore
  9. … uma fruta
  10. … uma flor
  11. ...um instrumento musical
  12. … um elemento
  13. … uma cor
  14. … um som
  15. … uma música
  16. … um sentimento
  17. … um livro
  18. … um lugar
  19. … um sabor
  20. … um cheiro
  21. … uma palavra
  22. … um verbo
  23. … um objeto
  24. … uma parte do corpo
  25. … uma expressão facial
  26. … um personagem de desenho animado
  27. … um filme
  28. … uma forma
  29. … um número
  30. … uma estação
  31. … uma frase

Às 10 horas sai o primeiro.

Pai Natal e os Oito Pássaros (21/24)

21.12.18

Malta com demasiado tempo livre, que passam tardes com as pernas elevadas mesmo sem necessidade... dá nisto.

Até dia 25, vamos publicar, à vez, uma parte de um texto que terá de ser continuado pelo seguinte desocupado. Dia 25, traremos a história completa...

Podem ver o início aqui e depois seguem os links...

Resolvida a questão dos Reis Magos e das modernices que inventaram, os pássaros decidem tomar conta do Natal. 

- "É preciso por ordem nisto" diz o Pássaro 1, chamemos-lhe Passarão. "Não se pode cancelar o Natal. Temos é que fazer com que seja uma festa inesquecível.

Ideias, vá, tudo a dar ideias."

Pássaro 2 revira os olhos: "Deves pensar que és o "team leader" do pedaço tu!!"

- "Vocês vejam lá o que arranjam, ainda se dá um drama", prevê Pássaro 3.

Pássaro 4 tem mais uma ideia: "Podíamos fazer uma corrida solidária, eu vou devagarinho".

"Com um pic nic no fim", diz Pássaro 5 que ainda tem restos do casamento que quer despachar.

O Pássaro 6 oferece-se logo: "Eu tiro as fotografias."

O Pássaro 7, fecha o livro e proclama: "Pode-se fazer uma troca de prendas. Pode ser livros, por exemplo".

Pássaro 8: ... bom, o Pássaro 8 nem está a ouvir a conversa. Oh Mula? dá lá a tua ideia para celebrar o Natal.

 

O Natal em Palavras

20.12.18

A ideia é da Marta e eu roubei à descarada.

Seguindo as 23 letras do abecedário (as 26 era muito complicado) escolher uma palavra que defina o Natal.

 

Experimentem, é giro

 

Amor de todos os tipos

Bolas para enfeitar a árvore

Canções canela, há cheiro mais natalício? 

Doces tradicionais, novos... muitos

Enfeites por todo o lado

Festas e mais festas

Gosto, gosto muito do Natal

Harmonia, nem sempre verdadeira, mas paira no ar

Inverno, a única coisa que gosto no inverno é o Natal

Jesus. É ele o menino dos anos

Luz, muitas, a piscar

Músicas que ouço milhões de vezes e adoro

Nicolau, o Pai Natal

Oportunidade de deixar o espírito natalício permanecer durante o ano

Prendas. Vá lá!! Todos gostamos

Quente... o chocolate, por exemplo

Rabanadas. Não há Natal sem elas

Saudades. É impossível lembrar os que já não estão e sentir a falta deles

Tradição. São tantas e tão boas

União, às vezes passageira, mas nota-se

Vontade de comer que não passa

Xi!! Sei lá... É Natal!

FeliZ Natal a todos.

 

 

Pai Natal e os Oito Pássaros (13/25)

13.12.18

Malta com demasiado tempo livre e ideias que fazem "flop, flop, flop" na cabeça... dá nisto.

Todos os dias, até dia 25, vamos publicar, à vez, uma frase que terá de ser continuada pelo seguinte. E depois, dia 25, traremos a história completa... Tenham medo. Eu tenho.

Podem ver o início aqui e depois seguem os links...

Nicolau assistia à cena do Menino enquanto morfava um caril de lentilhas que roubou da cozinha do Cidalino... já tinha feito uns "burpees" e preparava-se para a aula de "jump", que para caber nas chaminés a pança tinha que ter a medida certa.

- Idalete, filha, Anda cá. O Menino tem alguma razão. Está desde o início do ano a pedir um overboard e o Zé só lhe deu um carrinho de rolamentos, feito com umas sobras lá da carpintaria... O cachopo não é assim tão mau que não se lhe possa fazer a vontade.

- Para com isso Nicolau. O Zé e a Maria é que sabem. Passas o ano a dizer que só quem se porta bem recebe presentes e depois é ver-te a distribuir embrulhos por todo o lado. Olha dá-lhe um livro se queres ficar amigo Dele.

Entretanto, batem à porta...

Mula, podes abrir por favor?

 

 

Desafio: Sunshine Blogger Award

11.12.18

Mais uma vez fui desafiada a responder a onze questões do desafio "Sunshine Blogger Award". Desta feita, as questões vieram da Hikarry, a quem agradeço.

 

1. Qual foi e quando tiveste o teu primeiro telemóvel?

Há muitos muitos anos e já era adulta. Sim, sou do tempo em que se crescia sem telemóveis, até porque não os havia. Salvo erro, o primeiro foi um Motorola, mas já não lembro o modelo.

2. Qual é a celebridade que tem traz mostarda ao nariz?
Nenhuma. Deixa-as andar :)

3. Top 5 do Bucket List
Vou saltar esta... Faz de conta que sou supersticiosa e que se revelar, não se vai realizar...

4. Se o homicídio fosse legal, matavas alguém?
Não. Afastar-me das pessoas costuma ser suficiente.

5. Qual é o objeto sem valor monetário, mas muito valor sentimental mais importante para ti?
Tem valor monetário, mas não o venderia por nada. É um relógio de parede com mais de 100 anos. Vem da família do meu pai, está guardado e a precisar de restauro.

6. Consegues roer a unha do pé?
Não. Nem as das mãos consigo.

7. Consegues lamber o cotovelo?
Não, nem eu nem ninguém fisicamente "normal" ;)Só se for o cotovelo de outra pessoa e aí, depende "do cotovelo".

8. Preferes que te digam uma mentira que não magoe ou uma verdade que te vá dilacerar por dentro?
A verdade sempre. A mentira, mais tarde ou mais cedo, vai dilacerar.

9. Gostavas de ser reencarnado/a em quê?
Não. Isto na Terra é muito giro, mas uma vez chega.

10. A pior viagem que já fizeste?
Não tenho memórias más de nenhuma das minhas curtas viagens. A menos que as viagens casa trabalho também contem...

11. Citação favorita.
Isso vai mudando com o tempo, mas há uma que se mantém sempre. "O essencial é invisível aos olhos", Antoine de Saint-Exupéry.

 

Não vou fazer novas perguntas, até porque já meia blogosfera respondeu a este desafio, mas se alguém quiser responder a estas perguntas da Hikarry avise nos comentários que vou gostar muito de vos ir ler.

 

Pai Natal e os Oito Pássaros (5/25)

05.12.18

Malta com demasiado tempo livre dá nisto. Um desafio diferente. Todos os dias, até dia 25, vamos publicar, à vez, uma frase que terá de ser continuada pelo seguinte. E depois, dia 25, traremos a história completa.

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Idalete encontrou o assistente do Pai Natal a ler. Está sempre a ler o Cidalino.

- "Olha, tens aqui a "To Do" list para a viagem, há coisas para ires comprar, e têm mesmo que cumprir o itinerário, ou não passam de Paris. E este ano tens mesmo que ir que o Nicolau está estranho e não o quero por aí sozinho".
- "Ai não vou não Idalete. Já sei que nas marmitas só vão torresmos e sandes de mortadela e sabes como é difícil encontrar comida vegetariana. Até o leite e as bolachas que os putos deixam nunca são vegan".

Idalete Natal começou a desesperar.

- "Este gajo está a ficar um bocadinho extremista". Pensou

Entrou em casa e gritou para o fundo do corredor: "Rudolfo! Vamos passear".

 

Mula, desabafa... vai que é tua!