Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Ainda as tatuagens

Para mim, pior do que fazer uma tatuagem sem significado, é fazer uma com um significado demasiado específico: O nome do namorado (marido, companheiro...)

É que esses passam e a tatuagem fica, se é que me faço entender.

 

Conheço uma pessoa que ou vai reduzir as possibilidades de encontrar o amor em homens que se chamam Asdrubal*, ou vai ter que começar a pensar numa forma de tapar/apagar/esconder aquela porcaria que fez no braço.

*não é Asdrubal, mas é um nome igualmente raro.

'Lá ver uma coisa #11

"O hábito não faz o monge".

Não importa que o primeiro-ministro tenha chegado de calças de ganga e sem gravata a Angola.

 

Se as pessoas pensassem menos nos trapos e mais nas ações, o mundo seria um lugar muito melhor.

E isto serve para o primeiro-ministro em Angola, para a Etelvina no escritório, para Carlota na escola, para a D. Rosa no casamento da sobrinha... para o mundo em geral.

 

O Presidente da República passou metade do verão praticamente nu nas televisões e ninguém se importou.

 

 

As amigas da minha mãe...

... têm Facebook.

 

A minha mãe não tem Facebook nem quer ter.

 

O meu Facebook tornou-se o "moço de recados" das senhoras para a minha mãe.

A minha mãe usa o meu Facebook para cuscar ver as atualizações das amigas.

 

Quero criar um Facebook para a minha mãe.

A minha mãe continua a não querer ter um Facebook.

Como se educa uma mãe?

Engolir pastilhas elásticas...

... não mata.

Mas há quem ainda acredita que sim.

 

Se isso fosse verdade as pastilhas eram uma cena perigosa que não poderia ser vendida por aí, muito menos a crianças...

Não, a pastilha não fica agarrada aos intestinos...

 

Sim, eu engoli algumas e estou aqui.

 

Engoli uma ontem, pelo que se não der mais noticias, esta minha teoria pode eventualmente estar errada.

 

 

Está tudo doido?

... ou sou eu?

 

Ela - Os adultos não comerem carne é ao menos, pior é quando arriscam com crianças. As crianças precisam de carne (discutível), de leite (só das próprias mamãs)... e das vacinas. Não darem vacinas é que me põe doida.

Eu - Quem não dá vacinas?

Ela - Os "végãs".

Eu - Uma coisa não tem nada a ver com outra.

Ela - Vai dar tudo ao mesmo.

 

E com isto eu começo a ter dúvidas se realmente as vacinas não afetam a mioleira da malta...

Amigos, por favor...

... se um dia eu disser ou escrever uma coisa deste género, avisem-me para eu tomar a medicação.

IMG_20180730_111023.png

... se eu me recusar a tomar, por favor, internem-me.

O senhor não estava a brincar.

Nos comentários disse que não via diferença nenhuma entre "atropelar" os insetos e comer um pão com queijo.

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.