Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

O poder revelador de um "mas"

Eu não sou ________, mas...

Preencher o espaço com coisas como racista, homofóbico, xenófobo, sexista... 

 

Quando ouvirem esta frase, podem crer que estão na presença de alguém com características das que diz não ter.

 

Vejam por exemplo:

- "Eu não sou racista, mas os ciganos costumam... "

Não são OS ciganos, são alguns ciganos.

 

- "Eu não sou xenófobo, mas já se sabe que os brasileiros..."

Acaso a pessoa conhece TODOS os brasileiros?

 

- "Eu não sou sexista, mas isso não é coisa de mulher."

O quê? ter pila? É que isso é das poucas coisas que não são de facto de mulher.

 

Eu não sou preconceituosa, mas... tenho para mim que um "mas" no sítio certo revela imenso sobre quem o profere.

13 comentários

Comentar post

Eu...

foto do autor

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.