Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

22
Nov19

Desafio da escrita dos Pássaros #11

IMG_20191121_144100.jpg

Olá.

Por certo já me conhecem, mas deixem-me que me apresente:

Sou o Tobias e vivo nesta casota desde há quatro anos e meio com as minhas humanas de estimação, as minhas "duninhas".

Foi difícil escolher um dia para vos falar mas vou-vos contar o mais desgraçado de todos... (às vezes sou um bocadinho dramático).

Acordei com frio (é ronha, confesso) e enfiei-me na cama da humana. Por dentro da roupa toda, como eu gosto e ela finge que não. Passado um bocado toca uma cena bué d’alto, ela refila e resmunga, mas não acaba com aquilo. É todos dias a mesma coisa. Levantou-se e eu fiquei na cama até ela sair para ir trabalhar, que é uma coisa que ela diz ser importante para eu ter ração na malga.

Não percebo é porquê que a ração delas parece-me sempre melhor.

Vovó humana apanhou-me distraído no pátio e foi dar uma volta... Nem gosto de falar disso. Fico mesmo triste quando estou sozinho.

Ela regressa pela hora de almoço e passo o resto do dia a cumprir a nobre missão de controlar os putos que passam para a creche aqui ao lado. As rotinas incluem comer quando me apetece, beber água e bater uma... sorna. Não vos contar sobre o meu amor próprio.

Quando a mamã humana volta vamos dar um giro pelo bairro, para eu regar os muros e cumprimentar os vizinhos cães... alguns são muito parvos, não gostam de conversar, só gritam.

Chegou a noite e estava já eu a fazer planos de ir para vale dos lençóis quando vejo estacionar um carro que reconheço: Orelhas empinadas, rabo a abanar... Era ele, um tal de doutorzinho que vem cá à casota de quando em vez e que é um tipo um bocado marado da cabeça. Mas curto o gajo.

Ele brinca comigo, faz-me festas, cheira a bué de bichos diferentes e deixa-me cheirar tudo... um bacano... que às vezes se passa, saca de uma cena afiada e espeta-ma sem pedir sequer autorização. Diz que são vacinas, mas se ele pensa que tem piada... não gosto.

Fico sempre um bocado chateado, com ele e com as minhas humanas que deixam o gajo fazer aquilo...

Nesse dia fui para a cama amuado e jurei a mim mesmo que um dia contava isto a toda a gente.

Está feito.

 

Tema: Um dia na tua família… do ponto de vista do teu animal de estimação

Desafio de Escrita dos Pássaros

21 comentários

Comentar post