Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

02
Dez17

'Lá ver uma coisa #10

Os empresários não dão trabalho às pessoas. Não criam emprego.

Os empresários têm empresas e precisam de pessoas que trabalhem nelas, por isso contratam-nas.

Simples.

 

Não são deuses, nem santos, nem sequer bons samaritanos.

 

Ignorar que os seus funcionários têm família, que são pessoas com um cérebro e necessidades fisiológicas, por exemplo, é "uma cena" muito triste.

Esquecer que têm direitos para além dos deveres, não faz do homem um herói, faz dele uma besta.

Se essa besta morre, não deixa de ser besta, só passa a ser uma besta morta.

 

 

29
Ago17

'Lá ver uma coisa #8

 

Não somos todos iguais.

Homens e mulheres são diferente, muito diferentes, graças a Deus.

 

Igualdade de género não significa uniformização mas, mais do que tudo, respeito.

 

Somos diferentes biologicamente, claro que sim.

Podemos até ter capacidade e aptidões diferentes, não concordo muito, acho que estas advém da formação, educação e sociedade em que estamos inseridos, mas adiante, demos isso de barato.

 

Mas temos TODOS os mesmos direitos, liberdades e garantias.

Pelo menos, devíamos ter.

 

Para lavar a louça, passar a ferro ou aspirar o chão, não é preciso ter ovários.

Para pendurar um quadro, trocar uma lâmpada, ou por gasolina, não há necessidade de ter pila.

 

Podia estar aqui todo o ano a falar de atividades “tipicamente” masculinas e femininas que ia chegar sempre à mesma conclusão: Qualquer pessoa pode fazer qualquer coisa desde que se disponha a isso.

 

Ninguém nasce ensinado e tudo se aprende.

 

Também se aprende a respeitar os outros, a saber que não somos mais do que ninguém e que a pilinha e o pipi servem para coisas muito mais engraçadas do que para distinguir quem corta a relva e quem estende a roupa, ou quem costura e quem arranja o carro.

 

27
Jul17

'Lá ver uma coisa #7

Senhores emigrantes, parem de se achar mais patriotas, mais trabalhadores e mais aventureiros que os outros, pode ser?

 

Nós, os que cá estamos, também trabalhamos o ano inteiro.

Nós, os que cá estamos, também amamos Portugal. Até pagamos cá impostos, vejam bem!

Nós, os que cá estamos, também corremos riscos, porque viver com os salários de cá também é uma aventura.

 

No fundo, andamos todos ao mesmo, a tratar da nossa vidinha como queremos e podemos.

Vocês não são mais do que nós só porque fizeram uma opção diferente.

 

Não me venham com o "ai coitadinho de mim que sou emigrante".

É a vossa vida, a vossa escolha, exige sacrifícios, como qualquer outra, mas não são escravos.

01
Jun17

'Lá ver uma coisa #6

Uma profissão é um trabalho ou atividade especializada, pelo que se não especificarem o que fazem estão a dizer uma área de trabalho ou um cargo, não uma profissão.

 

Algumas pessoas falam da sua profissão sem dizer nada e, tal isso, passa-se a todos os níveis sociais e académicos, enfim, há gente doida diferente em todo o lado.

 

Será mania da superioridade ou vergonha de assumir uma suposta inferioridade?

 

Dizer-se que se é professor universitário, funcionário público ou trabalhador/estudante é mesma coisa que não dizer nada.

- "professor universitário" de quê? Pode ser de Biologia, Veterinária ou Ética e Deontologia de uma coisa qualquer... Sr. Dr., pode especificar por favor?

- funcionário público... ou da Câmara, ou da Junta... Mas varre as ruas? limpa arrastadeiras? ou carimba formulários sem fim? Ser funcionário público é um estatuto (cada vez menos invejável) mas não é uma profissão.

 

E ser trabalhador estudante é uma grande trabalheira, eu já fui... mas não diz nada. O que estuda? E o que faz?

 

Empresários, comerciais, vendedores, free-lancers e outros que tais desta vida, sejam mais específicos por favor.

 

Não é por nada, mas chateia-me.

11
Mai17

'Lá ver uma coisa #5

Podem parar de dizer que quem não gosta do Salvador Sobral é burro?

 

Ainda não percebi a beleza do momento? Tenham paciência pá!

 

Posso não gostar de ver e ouvir os Sobral?
Posso, ou é crime de lesa majestade?

 

Para mim a voz dele não é límpida e cristalina, não tem nada de angelical... é só irritante.

Posso pensar isso sem ser chamada de burra?

 

Para mim, os trejeitos dele a cantar não são diferentes e engraçados... são esquisitos e irritantes.

Posso pensar isso sem ser chamada de burra?

 

É que sou, eu sei, mas não é por isto.

 

Eu não embirro com ele, até gosto do rapaz. Acho-o inteligente e com um sentido de humor que me agrada. Só quero que tudo lhe corra bem na vida e na arte. Até quero que ganhe o festival, quero mesmo.

Mas POSSO NÃO GOSTAR DE O OUVIR SEM SER CHAMADA DE BURRA?

 

Há vários cantores que não gosto e isso sempre foi pacífico, agora é frequente ver insultos e insinuações para quem não gosta de "Amar Pelos Dois" e do Salvador.

 

Isto é arte, há quem goste e quem não goste e a discussão costuma acabar por aqui.

 

Já admiti que a melodia é bonita, que a letra é bonitinha mas o Salvador a cantar, PARA MIM, não.

 

Estamos conversados? Agradecida.

04
Mai17

'Lá ver uma coisa #4

Sabem a música "Para ti Maria" dos Xutos e Pontapés?

 

Sabem que o rapaz quer ter um avião para ir a Bragança mais AMIÚDE, não sabem? Ou também acham que ele quer ir ver a Maria com outra MIÚDA qualquer?? 

 

 

"De Bragança a Lisboa
São 9 horas de distância
Q'ria ter um avião
P'ra lá ir mais amiúde
Dei cabo da tolerância
Rebentei com três radares
Só para te ter mais perto
Só para tu te dares"

09
Mar17

'Lá ver uma coisa #2

Não podemos gostar todos do mesmo, certo?

Não gostar dos manos Sobral é tão de direito como gostar.

 

Queria ver esse mesmo poema e melodia a ser cantado por um qualquer Walter num programa de domingo à tarde. Era vê-los a dizer que o Walter estava pedrado e que a música... isso nem diziam, porque não ouviriam, com medo de ferir os ouvidinhos.

 

Eu também acho que muitos dos que dizem que gostam são uns snobs e só gostam porque "à e tal" que isto é tão cultura e não ando por aí a espalhar* essa minha opinião.

 

*Acabei de o fazer, eu sei.

Lá porque não sou culta e até gosto de uma ou outra música do clã Carreira não significa que seja desprovida de qualquer inteligência.

 

Também sei que há quem realmente goste. E a esses, só tenho a dizer que ouçam, ouçam muito. Mas não digam que quem não gosta não percebe nada disto, porque gostos são gostos, nada mais.

16
Fev17

'Lá ver uma coisa (que me irrita) #1

... quando uma pessoa faz algo mais rápido, mais longe, mais tempo... quando basicamente supera um limite, diz-se e, principalmente escreve-se, que bate um RECORDE.

 

"Record" é o nome de um jornal desportivo e de uma estação de televisão brasileira (e talvez de outra coisa qualquer, que agora não me lembro de tudo), ou um estrangeirismo, por isso está errado em Português.

 

RECORDE - Assim se fala, em bom Português