Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

Blog de AlGo

Por Alexandra Gomes

16
Jul21

Estou de férias

... e não tenho planos para nada. Não faço a mínima ideia do que vou fazer e provavelmente vou passar a maior parte dos dias em casa, a ler a ver filmes, comer gelados e descansar.

As razões são várias:

- COVID. Andar de máscara, álcool gel, certificados que ainda não tenho, testes que não me apetece fazer... 

- Falta de dinheiro, ou melhor dizendo, outras prioridades para onde gastar o dinheiro. Tenho tanta coisa para comprar e os cêntimos não chegam para tudo. 

- Tobias. Não o posso levar para todo o lado, está imenso calor para o levar para alguns lados e não me apetece nada deixa-lo.

Mas ainda, e não menos importante...

Eu consigo descansar, repor energias e ser feliz em casa, ou perto dela.

Nada me recarrega mais do que dormir e não durmo melhor em nenhum lado do que na minha cama. 

Nada me relaxa mais do que não ter horários para nada e nenhum lugar é melhor para isso do que a minha casa. 

Se gostava de estar de papo para o ar num resort paradisíaco? gostava. Não posso, por isso, vou passar as minhas férias à minha (boa) maneira. 

14
Jul21

Ui! Que grande felicidade a das vacas

217635457_10160055086127923_6112581044277552441_n.

Vivem numa bela paisagem, como se isso lhes interessasse, são emprenhadas consecutivamente, enquanto são capazes disso para que o leite que dão sirva para os humanos.

Vocês sabem que não há nenhuma raça de vacas leiteiras, não sabem?

As vacas são mamíferos e para produzirem leite têm que ter bebés. Para terem leite para a indústria, as crias são retiradas às mães, por vezes sem nunca terem mamado. Outras vezes permanecem ao seu lado mas com mamadas impedidas ou no mínimo limitadas. Os machos seguem para o matadouro (carne de vitela, sabem?) algumas fêmeas também, outras seguem para uma vida igual à da sua progenitora.

Quando já não servem para dar leite, passam a ser carne. São transportadas vivas, em condições miseráveis, para o matadouro, algumas vezes durante vários dias.

Amontoadas, com frio ou calor de mais, imundas, esfomeadas e sem água.

Depois são abatidas.

Muitas vezes não morrem à primeira e começam a ser esquartejadas ainda com consciência.

Mas nos anúncios, são sempre vacas felizes.

Comam carne e bebam leite, mas não façam de conta que isso é bom para os animais.

Assumam que isso é uma coisa que não importa e pronto.

12
Jul21

A importância da representatividade

... nota-se também quando a uma simples (boa) notícia...

Screenshot_20210713_221352.jpg

... os comentários tentam ter piada desvalorizando um assunto importante

Screenshot_20210713_221638.jpg

Screenshot_20210713_221940.jpg

Eu sei que é só estupidez e, provavelmente, até pensam que têm piada, mas muita gente acha mesmo que a ideia de ter negros a fazer voz de negros em filmes de animação é um preciosismo. Não é. É muito necessário enquanto houver quem se lembre deste tema para fazer piadas desvalorizando uma luta importante. 

Se é grave? Nem por isso. É só uma chamada de atenção.

 

 

10
Jul21

Música ao Sábado # Sugestão da Marta

Hoje quero seguir a sugestão da Marta - O meu canto

Diz a Marta:

"É difícil escolher uma música de entre tantas que gosto, que significados tão diferentes, mas aqui vai uma das últimas que me chamou a atenção"

"Sons and Daughters" - Allman Brown & Liz Lawrence

"É uma música sobre filhos e filhas, sobre perda gestacional, e a dor que a mesma provoca, ainda tão desvalorizada, incompreendida, subestimada.
Algo sobre o qual as pessoas, à volta de quem sofre a perda, ainda evitam falar, como se fosse tabu, ou algo sem importância. O que torna ainda mais difícil a quem perdeu, conseguir exprimir o que sente. 
 
Ouvia-a a primeira vez num dos episódios da quarta temporada, da série The Good Doctor, precisamente após a Lea perder o bebé, e achei perfeita.
Felizmente, nunca passei por isso.
 
Mas há muita gente por esse mundo fora, e até mesmo aqui na blogosfera, que já passou.
Esta música é para essas mães. Para esses pais."

Gostei tanto.

Foi uma boa sugestão para mim, espero que também seja para vocês.