Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

E sobre o racista?

Acho que disse o que muitos pensam e é, precisamente aí, que está o drama.

 

Há ciganos que vivem como o Ventura diz? Há.
Mas também há quem viva assim sendo de qualquer outra etnia.

 

Há ciganos a viver dignamente?
Há. Mas desses ninguém fala, porque têm uma vida perfeitamente normal. Não são notícia, logo, é como se não existissem. Mas existem.

 

Falar mal de pretos, por exemplo,  já é mal visto para a maioria das pessoas, mas falar mal de ciganos ainda é normal e aceitável, porque "eles são todos iguais".

Não são.

Ao pensarem que são, estão a ser racistas e tenho uma novidade para quem assim pensa: sois uns merdas.

Se algum cigano vos fizer mal, não o fez por ser cigano, fez por ser má pessoa.

Más pessoas é o que não falta por aí, de todas as raças, etnias, credos, e clubes da bola.

E a polémica das parvoíces do Gentil?

Pois claro que tenho que dizer coisas.

 

Sempre admirei o Dr. Gentil Martins pelos seus feitos científicos. As vidas que salvou são factos que nada apagará, por maior que seja a barbaridade que diga. Por respeitar a pessoa enquanto médico, e o resto pouco me importar, nunca me dei conta das suas crenças, filosofias, parvoíces... nem sequer tendências clubísticas.

 

Por respeitar toda a sua obra, devo evitar comentar as declarações estúpidas que proferiu?

Não.

 

Por respeitar a sua inteligência é que não devo partir do princípio que, como velho, pode dizer tudo.

Não pode.

Não acho que está senil, por isso, tem que ser responsabilizado pelas suas palavras.

 

É um médico e deixou que o preconceito e a homofobia tomassem conta dos seus conhecimentos científicos.

É um senhor, e deixou que a má educação se sobrepusesse ao bom senso.

 

Nada apaga a obra, mas o que disse, apagou a minha admiração.

Choca, choca-me muito

- Que existam pessoas que desejam mal a pessoas que não conhecem, só porque estão a dar um beijo.

- Que haja pessoas que se preocupam com a atividade sexual de outras pessoas que não seja o seu namorado, marido/mulher, amante...

 

Isto tudo a respeito da revista "Cristina".

19702476_1757165047645719_3927100826018850988_n.jp

As caixas de comentário das várias publicações que a Cristina Ferreira fez desde que começou a promover este número da revista são um atentado. Muitos dos comentários são abjetos, atrozes, feios... desumanos.

 

Já agora, a minha opinião é que esta é uma das capas mais bonitas que a revista "Cristina" já lançou.

Quanto ao resto, não sei, ainda não tive tempo de ler as entrevistas.

 

Tenho pena da burrice...

Nos comentários a notícias nos sites de jornais e televisões, é normal ler muita estupidez e muitos comentários racistas ou preconceituosos no geral. 

Hoje a propósito de uma notícia sobre homossexuais, um iluminado escreveu este comentário.

11111.PNG

 

Eu desta vez não fiquei irritada, tive tanta pena do senhor. 

Agora que me passou a pena, não consigo parar de rir... 

 

O medo está a alimentar a raiva...

e há cada vez mais bestas (ups!!) pessoas a dizer barbaridades em relação aos refugiados.

Pena que essas best (ai!!) pessoas não vão ver o vídeo, porque preferem ver o ódio que prolifera pelas redes sociais.

Quem quiser saber mais um pouco do que se está a passar neste NOSSO mundo, assista ao vídeo.

 

A discriminação talvez acabe...

... quando acabar a estupidez dos jornalistas.

Enquanto se escrever este tipo de coisas:

GetAttachment

não acabará a homofobia.

A meu ver, esta mensagem que recebi da Vodafone é homofóbica e eu, que até tenho o "Observador" como um bom jornal, fiquei desiludida.

 

A orientação sexual não faz de uma pessoa melhor ou pior, mais ou menos inteligente. Quem escreveu esta mensagem não disse se o senhor era louro, barrigudo ou tinha pé chato. Porquê?

Porque isso não importa para o seu curriculo.

Pois, a sua orientação sexual vale igual. 

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo à Mesa

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Queres falar comigo? Escreve.