Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Meritíssimo juiz

... o mundo mudou. Faça o favor de sair da caverna onde se escondeu desde "1500 e troca o passo" e perceba que mulheres e homens têm os mesmos direitos e os mesmos deveres. São iguais perante a lei e até na Arábia Saudita já podem conduzir.

 

acórdão que vossa excelência proferiu é uma ótima piada, não fosse o caso de ser uma coisa muito séria. Para além de brincar com a vida da senhora em causa, está a por em risco a vida de milhões de mulheres, cujos maridos, pais, amantes... ou mesmo as senhoras honestas, vão passar a ver como adúlteras indignas e merecedoras de castigo. Haverá por certo pessoas honestas que se acharão no direito de aplicar o castigo.

 

Só faltou o senhor condenar a vítima a prisão, ou a umas chibatadas, para condizer com a sua época mental.

 

Ao desvalorizar o sofrimento desta vítima, dizendo até que é merecedora do castigo, esta meritíssima besta põe em risco a integridade física de todas as mulheres. Não é caso para se fazer alguma coisa, a nível legal, para impedir que esta pessoa escreva coisas que são ótimas anedotas mas em vez de fazer rir dão vómitos?

 

Numa coisa o grunho juiz tem alguma lamentável razão: as mulheres (que se dizem) honestas, são as primeiras a condenar as outras.

O pior mal das mulheres é, muitas vezes, elas mesmas.

4 comentários

Comentar post

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo à Mesa

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Queres falar comigo? Escreve.