Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Li “Filho de Mil Homens”

... e gostei muito.

18645682_126046364635059_2749266002767249408_n(1)-

Na verdade já o li há algum tempo, mas demoro sempre a organizar as ideias que vou escrevendo enquanto leio e as impressões finais.

 

A história em si é simples e conta-nos a vida de personagens que buscam o que todos procuramos: a felicidade. Conscientemente nem almejam tanto, querem simplesmente viver a sua vida, aguentando o facto de serem vítimas de preconceitos, tão velhos como frequentes, e fazendo por ultrapassar as dificuldades.

 

As personagens relacionam-se sem nunca perderem a individualidade, ou seja, nunca me consegui abstrair da história de cada uma, mas isso não impediu de "viver" as histórias que as uniam.

 

O livro mostra o que eu já sei há muito tempo. Uma família faz-se de muita "coisa", mas nunca de sangue ou de ADN e jamais de um "papel passado", uma obrigação.

 

A escrita de Valter Hugo Mãe é encantadora.

Não me ocorre mais nenhuma expressão para a definir. Não consigo dizer que é simples, mas não é complexa. É envolvente e cativante.

Apetece mais.

 

 

2 comentários

Comentar post

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo à Mesa

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Queres falar comigo? Escreve.