Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Gera polémica: Donas de casa #1.1

Há quem defenda que uma dona de casa trabalha o dobro das outras mulheres. Há até quem defenda que deviam ser pagas, penso que pelo Estado, porque não estou a ver quem mais lhes pagaria.

Estou a falar de mulheres que abdicam de um trabalho, de uma profissão, para ficar em casa a cuidar da família e das lides domésticas.

O que penso disto?

TRETA

 

Não quero ofender ninguém e a casa dá muito trabalho, eu sei, mas não deviam ser pagas para isso nem têm o dobro do trabalho das outras mulheres.

 

Pelo contrário, penso que têm metade do trabalho de muitas.

 

Esquecem-se as pessoas que compõem o "sindicato das fadas do lar" que as outras mulheres, as que trabalham fora, também têm uma casa?
A haver um subsídio para donas de casa, ele teria que acrescer ao ordenado que as outras mulheres recebem do patrão. Ou seja TODAS as mulheres receberiam um subsídio extra ou, na loucura, o Estado pagaria uma empregada doméstica para cada família.

 

E fala-se em mulheres, donas de casa, mães de família... acaso sabem que os homens também têm casa, filhos, tarefas domésticas... Se alguns não as fazem, deviam fazer. Muitos não os fazem por culpa das mulheres, mas isso daria (dará!?) outro post.

 

Ser dona de casa é bom, é bonito, não tenho nada contra, mas é uma opção e reduz, significativamente, a carga de trabalho de quem a toma. É que ter o dia inteiro para cuidar da casa, dos filhos, dos cães, gatos e plantas é muito melhor do que ter que tirar umas "horitas" a essas tarefas para ir fazer pela vida (pelo salário, vá) num emprego com horários e chefes. É que depois da jornada laboral, a maioria das pessoas ainda continua a ter casa, filhos, cães, gatos e plantas para tratar. 

Pessoas em geral, não mulheres em particular.

5 comentários

Comentar post

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo à Mesa

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Queres falar comigo? Escreve.