Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog de AlGo

De mim, da vida... de tudo.

Do Ronaldo e dos filhos

... muito se diz e critica. Pois eu compreendo o que faz e até admiro a atitude. Quer ser pai e está-se nas tintas para o que os outros pensam.

 

Querer ter filhos não implica querer ter um casamento "tradicional". A sociedade ainda não "o prevê", mas sim, há pessoas para quem ter filhos não é um projeto a dois.

 

Se por exemplo o Cristianinho fosse filho da Irina, agora que estão separados, haveria, na melhor das hipóteses, uma guarda conjunta. Mas poderia ter havido um processo de custódia, com tudo o que isso tem de mau para todos os envolvidos, principalmente a criança.

 

A criança vai sentir falta da mãe? Pois, não sei se vai. Há quem acredite que não se sente falta do que nunca se teve, não sei se é verdade, mas o que sei que é verdade é que as crianças sofrem com "guerras", com desentendimentos, com violência, não sofrem quando há amor. E os filhos do Ronaldo estão rodeados de amor, não tenho a mínima dúvida.

 

Nem vou falar naquela teoria absurda da falta que faz uma figura feminina/masculina na vida de uma criança em família monoparental. Não tenho paciência e seria por em causa a adoção monoparental. Também é um erro? Não é, obviamente.

 

"Mas então o Ronaldo podia adotar". Podia, mas não quer (até agora).

Só quem não sabe as dificuldades do processo de adoção pode achar que seria mais fácil ele adotar. Sim, tem dinheiro, mas isso não impediria, antes pelo contrário, que mais dia menos dia os pais biológicos "se arrependessem" e procurassem a criança.

 

Sou completamente a favor daquilo a que muitos chamam "produção independente" mas que eu prefiro chamar maternidade ou paternidade e nada mais. Num tempo em que a natalidade está em queda, até para a sociedade é bom.

 

Se ele fosse uma mulher e tivesse recorrido à inseminação artificial também andariam a dizer que ele comprou as crianças? A "barriga de aluguer" é polémica, já escrevi o que penso, apesar de não ser no mesmo contexto, mas que outra forma tem um homem para ter um filho biológico se não for assim? 

 

Se é egoísmo, sim, admito que possa ser, mas fossem todos os egoísmos a vontade de dar amor, o mundo não seria um local tão mau.

 

 

20 comentários

Comentar post

De mim, da vida... de tudo!

foto do autor

AlGo à Mesa

AlGo destacado

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Queres falar comigo? Escreve.